Verão

Cansado, o sol ja se encavalita no monte

Uma aguarela lilás alaranjada toma lugar,

Os risos das crianças jorram como fonte

O ar enche-se do cheiro a jantar.

Pombos aproveitam-se das migalhas perdidas,

Nas piscinas ainda se ouve esbracejar,

Enquanto os primos brincam às escondidas

Um irmão ensina outro a mergulhar.

Brindes entre talheres e pratos

À janela cheira a champô, e já canta o vizinho

Nas escadas de pedra avistam-se dois gatos

Debaixo da palmeira absorvo tudo sozinho.

Alguém grita ‘golo’ e não poupa os saltos,

Um outro jovem fotografa a relva a regar,

Uma mãe chama de um dos pisos mais altos

Oferece-me um gelado que não posso negar.

Os últimos raios de luz esboçam-me o sorriso,

Os mais novos correm para me fazer brincar

Exploramos juntos este paraíso

Até a última flor do dia se fechar.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s