Nascemos puros e já traçados.

Gatinhamos na nossa arte e

Vivemos para a arte dos outros.

Somos egoístas,

assumimo-nos impuros,

por isso

morremos

sós.