Sábado, 3 de Junho 2017

5.39. Tinham sido 4 longas horas de sono. Após aquela que terá sido a noite mais longa em Londres. Mas só consigo pensar neste post, e em como se nalgum momento for publicado, tem de vir em inglês. Em Portugal amanhecemos em Paz, em Londres sei de quem mal pregou olho. Não consigo deixar de pensar que deveria lá estar. Londres tem o encanto de nos tornar seus em pouco tempo. De nos fazer sentir que pertencemos ao seu encanto. Ver a cidade onde vivemos, os sítios onde passamos e dos quais recentemente falámos debaixo de fogo é indescritível. E para quem tenta entender, penoso. Hoje não sei como é que os meus vão para o trabalho. Sei-o bem que vão em segurança, mas temo. Não consigo deixar de temer, pelos sonhos que neles vivem. Sei ainda melhor que dentro de dias, quando lá for obrigada a passar, não acreditarei.
Enquanto aqui oiço pardais a cantar, sei que em Londres despertaria pelo som das ambulâncias, pela constante pergunta ‘Será que aconteceu mais alguma coisa?’, ‘Será que prenderam mais algum?’. As palavras são escassas para descrever a situação, em excesso se com elas tentar remendar o que este atentado provocou. Sou só mais uma portuguesa em Londres, que teve a sorte de estar em Portugal. Sou só mais uma Londrina que está em luto pela cidade que também é sua.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s